domingo, 7 de outubro de 2007

ALTO DA PAIVA / VERDERENA



Estamos quase a chegar ao Natal e à época de certas práticas comerciais contemporâneas, organizadas sempre em torno de datas comemorativas.
Alguém disse, um dia, que “Natal é quando um homem quiser”. Neste nosso tempo, e por experiência própria, sei que não será bem assim.
Detenho-me a pensar no Mercado do Levante que tudo indica, em Dezembro, deixará de ser da Verderena e passará para o Alto da Paiva, ali para os lados do Hospital de Nossa Senhora do Rosário, paredes-meias com o IC21.
Não posso deixar de referir que acredito ter sido o Dr. Cabós Gonçalves o directo causador de tão rápida resolução porque, em política, ninguém quer perder nem a feijões. O executivo camarário não quis dar de barato uma vitória que agora clamará como sua. O cidadão Cabós Gonçalves, quer queiram, quer não, teve a sua quota-parte nesta resolução a contento.
Foi hilariante aquela tirada esfarrapada de dizerem que não sabiam que aquele terreno era propriedade da CMB. Adorei!
Ganharam os feirantes e os cidadãos que poderão assim desfrutar de um comércio mais em conta, porque nem todos podem ir comprar às lojas “fashion”, nas grandes superfícies comerciais, que têm retirado toda a alma ao comércio tradicional, contribuindo para falências em massa.

Sem comentários: