segunda-feira, 15 de outubro de 2007

A "LUTA"



Eles aí estão, prontinhos para a “luta”. Agora que se aproxima o tempo de carregar armas, começam a desenhar-se os possíveis cenários dentro do Partido Socialista do Barreiro.
Li por aí, algures, que a luta pela liderança no PS do Barreiro está, nesta altura, circunscrita a três candidatos. Um deles, automobilisticamente falando, considera-se uma terceira via.
Ganhe quem ganhar, e partindo do pressuposto de que o elenco de candidatos não está encerrado, o PS não poderá, seguramente, contar com o meu voto.
Felizmente para mim, sou uma cidadã e uma eleitora não partidarizada. Voto livremente em quem quero.
E se eu fosse militante, não me revia politicamente neste PS à moda antiga, dirigido por qualquer um daqueles três candidatos.
A política portuguesa, sobretudo à esquerda, precisa urgentemente de abrir as portas e as janelas à novidade. Inovar, é preciso.
Aqueles candidatos, ainda que por diferentes caminhos, emergem do mesmo passado pouco glorioso, como os candidatos do bocejo programático. O PS do Barreiro hibernou, acomodou-se e deixou de fazer oposição estratégica. Tem-se limitado a gerir os erros dos outros e esperar que o ano de 2009 chegue com tranquilidade e sem grandes sobressaltos.
A ver vamos, as cenas dos candidatos, nos próximos capítulos.
Fora do PS, e politicamente falando, alguém lhes compraria um carro em segunda mão?
Eu não.
Jamais!

Sem comentários: