terça-feira, 16 de outubro de 2007

O BANHO



É mesmo assim. Uma pessoa dá-lhes a mão, como por exemplo a felicidade metafísica de terem o nosso “Querido Líder” Camarada Presidente do Comité Central, a liderar as suas vidas, e depois querem logo o braço.
É como uma virose.
No Barreiro Velho, por exemplo, há quem exija coisas absurdas como a substituição de bacios por quartos de banho. É que não se entende.
Meus senhores, está nos estatutos da CMB: um bacio é muito mais etnográfico para os pobres se lavarem, do que uma casa de banho.
Mas face a tantas queixas, gostaria de deixar aqui duas notas. A primeira é que a Câmara vai fazer um vídeo de propaganda anti-WC, devidamente registado no Youtube, já que o Google ainda não assinou com a Câmara Municipal do Barreiro aquele protocolo que permite desactivar todos os blogues que expressem livremente as suas opiniões, assim com tão evidente má-fé, como eu faço.
A segunda nota é para que todos os habitantes do Barreiro Velho deixem as suas moradas, para que a Câmara lhes possa enviar um pacote de WC Pato Floral, completamente grátis, para enfiar dentro do penico.
O banho é algo desnecessário. Gasta a pele e constipa.
E, além disso, os homens querem-se a cheirar a cavalo.
Tenho dito!

Sem comentários: