quarta-feira, 26 de março de 2008

"DURA LEX SED LEX"



O Procurador Raul Barrios foi hoje condenado, com pena suspensa, por violência doméstica.

A sentença refere um cúmulo jurídico de 3 anos e 10 meses de prisão.

Pelo crime de dano, foi condenado na pena de multa de 2.000 euros, acrescidos das custas judiciais.

Apraz-me registar que começam a perceber que ninguém deverá ser inamovível.

No entanto, tendo em conta o cargo que ocupa, pergunta-se:

QUID IURIS?

Sem comentários: