terça-feira, 29 de abril de 2008

IPO



Não, não vou escrever sobre essa nobre Instituição que é o IPO.

Ultimamente tenho andado furibunda e com vontade de pegar num cacete e levar tudo à minha frente.

Tenho um Fiat Seicento Sport há cerca de cinco anos, que utilizo apenas para pequenas deslocações dentro das cidades do Barreiro e de Lisboa. Gasta pouco, é cómodo e já deu 160 km/h no IC 21.

Tenho-o quase sempre na garagem e só o utilizo quando me apetece passar despercebida.

Há dias, lá teve de ir à Inspecção Periódica Obrigatória, conforme está estipulado na lei.

Tenho-o sempre impecável de mecânica, de pneus e tudo o mais, sempre assistido na marca, pelos melhores mecânicos.

Para meu espanto, o cromo que fez a inspecção, queria-me "chumbar" a viatura, utilizando os mais diversos expedientes. Desde pôr os limpa-pára-brisas a trabalhar a seco para dizer que as escovas não funcionavam, passando pela direcção, pelos pneus comprados há menos de seis meses, pelo travão de mão afinadíssimo.

Não havia dúvida de que aquele infeliz estava apostado em dar-me cabo do juízo.

Bateu-se nitidamente ao "carcanhol" e lá tive de puxar dos galões.

O homem e o seu patrão azeiteiro estão em maus lençois.

Pensaram que as duas loiras eram burras.

Não havia necessidade...

Sem comentários: