quarta-feira, 2 de abril de 2008

POEMA "CERÂMICA"




"Os cacos da vida, colados,
formam uma estranha xícara,
sem uso,
ela nos espia do aparador"

(Carlos Drummond de Andrade)

Sem comentários: