quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

QUEM MATOU SÁ CARNEIRO?



Amaro da Costa, então Ministro da Defesa, tinha proibido a venda de armas ao Irão.

Dois dias depois da queda do avião e da sua morte, a venda foi efectuada.

Estranho.

Tanto mais que Sá Carneiro tinha viagem marcada na TAP, para o Porto, e só não foi porque Amaro da Costa convidou-o a ir no Cessna, dizendo-lhe que tinha três lugares vagos.

Estes factos são públicos.

Tudo leva a concluir que o atentado era dirigido a Amaro da Costa e não a Sá Carneiro.

Fala-se que havia também um "saco azul", militar, à revelia do Ministro da Defesa.

A bronca ia estoirar.

Tenho a impressão que deve haver uns quantos ex-militares, de alta patente, envolvidos na tramoia.

Não sei por que motivo não reabrem o processo.

Sem comentários: