domingo, 25 de agosto de 2013

UMA DATA DE COISAS


A última semana de férias está aí, à porta.

O dizer adeus aos amigos, um último olhar sobre a cidade, uma data de coisas que queria fazer, mas que vão ficar adiadas para uma próxima vez.

O Barreiro Velho vai continuar a ser um "ghetto" arruinado, à mercê da loucura de todas as propagandas políticas.

O Bairro das Palmeiras vai continuar a ser um repositório de "chavões" de campanha.

Os mais desfavorecidos vão virar coisas e números, e cada dia que nascer não vai dar a todos as mesmas oportunidades.

Por que sou pessimista?

Por incrível que pareça, não me vejo como pessimista mas como optimista desconfiada.

Espero sempre o pior, porque já não acredito na bondade intrínseca das pessoas.


Sem comentários: