quinta-feira, 17 de abril de 2014

UMA VERDADEIRA INSPIRAÇÃO


Hoje precisei de ficar sozinha com os meus "botões".

Por vezes sinto essa necessidade de parar um pouco para viajar até ao ínfimo do meu Ser, para encontrar algumas respostas a questões que tenho por hábito colocar a mim própria e ao meu Deus.

A solidão é diferente do estar só.

Vive em solidão quem é contumaz em afastar de si todas as oportunidades e hipóteses de ser feliz.

O "estar só" é uma opção do momento, aquilo a que se poderá chamar um estado de alma necessário.

Sentada, junto ao rio, li de uma assentada o livro do Manuel Forjaz.

Não é um livro de auto ajuda, não é um carpir de mágoas, não é o relato de um "coitadinho".

É uma verdadeira inspiração.

É uma lição de Vida e de Esperança.


Obrigada Manuel Forjaz!


2 comentários:

Anónimo disse...

Sem dúvida!
Apesar de ter morrido da doença, não se deixou morrer nem abater. Continua a ser uma inspiração para todos os que sofrem dessa terrível doença que é o cancro.

Flor disse...

É um exemplo de resiliência.