segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

ORA ENTÃO VAMOS LÁ



Tem-me sido muito difícil arranjar tempo livre para conciliar o meu trabalho com  todas as coisas de que gosto, mas isso não quer dizer que tenha abandonado a minha actividade "bloguística". Disso podeis ficar descansados, porque já tinha prometido que,  se um dia fechasse o blog, avisava todos os amigos.

E como ainda  não avisei, ora vamos lá escrever para os amigos e inimigos.

Tenho recebido muitos pedidos para comentar a situação que o país atravessa. Vocês gostam de ver o circo pegar fogo.

Infelizmente não há nada de novo para comentar, que possa acrescentar algo à triste situação política e económica que os portugueses vivem neste momento.

Não fiquei nada surpreendida, porque em Paris toda a gente já comentava a vida flauteada do outro que pelos vistos tinha um ordenado e uma herança fêmeas, enquanto foi governante. Mas posso afirmar que fiquei  fodida  por saber que andaram a pastar cabritos em Paris, à custa dos impostos que pago em Portugal,  e que não são assim tão poucos.  

Ainda por cima temos assistido a cenas mirabolantes de missivas e de  justificações na praça pública (que também são violação de segredo de justiça),  de uma pessoa que, coitadinha,  entrou em contra-mão numa autoestrada  mas diz que os outros é que  vão a andar ao contrário.

É lamentável que alguns portugueses estejam a sofrer neste momento do "Síndrome de Estocolmo". Acordem! 

Agora vou ficar por cá uns tempos, com o meu investimento e de outros dois sócios, a contribuir para erguer Portugal e ajudar a dizer "basta!". Já me chamaram louca, por causa disso.

Não me vereis tão amiúde a passear os meus cães, junto aos meus domínios  no Barreiro Velho,  ou junto ao rio,  porque detesto encontros imediatos de 3.º grau e já vi que há um ET à solta,  ali para os lados da Biblioteca Municipal. Não estou a referir-me aos amigos, como calculam.  

Beijos e abraços para todos. 








2 comentários:

Anónimo disse...

Bem vinda!
Pensava que você estava zangada com o Barreiro e já tinha desistido de nós.

Flor disse...

Eu zangada com o Barreiro?
Agora que já gastei uma pipa de massa na casa?
Nunca desisto daquilo que gosto.

Beijokas.